Seven Nations Toy: Jack White creditado pela canção vencedora da Eurovisão

A música de pop eletrónico "Toy" com que Israel venceu a Eurovisão no ano passado viu-se envolvida numa disputa de Direitos de Autor com a editora Universal Music Group devido a semelhanças com o tema "Seven Nations Army", interpretado pelos White Stripes e composta por Jack White, nomeadamente ao nível do ritmo.

 

“Seven Nation Army” é um dos grandes êxitos das últimas décadas. A música ganhou vários prémios, entre os quais o Grammy de Melhor Música Rock e é difundida em inúmeros eventos desportivos um pouco por todo o mundo.

 

O fundamento de infração de direitos autorais assenta fundamentalmente nos versos da canção “I’m not your toy, stupid boy”, onde o ritmo e a harmonia se assemelham ao riff icónico do tema “Seven Nations Army”. Existem vários vídeos online que misturam as duas músicas, aqui ou aqui.

 

Para asseverar os seus direitos, a editora contactou os compositores de “Toy”, Doron Medalie e Stav Beger. Se a acusação tivesse seguido para tribunal e se ficassem confirmadas as acusações contra “Toy”, o título de vencedor do Concurso Eurovisão da Canção seria retirado, devido às suas regras contra o plágio.



Jack White (membro da banda The White Stripes) é creditado como co-autor da canção vencedora da Eurovisão “Toy”, interpretada por Netta


Para evitar tal resultado, a Universal e os compositores de “Toy” chegaram a acordo e Jack White é agora creditado como co-autor de "Toy", recebendo uma parte das receitas da música, i.e., royalties.

 

O acordo extrajudicial foi a melhor maneira de garantir que os direitos da Universal (e de Jack White) ficassem salvaguardados, evitando ao mesmo tempo uma disputa judicial entre as partes que poderia levar vários anos a ser resolvida.

 

Por outro lado, os compositores de “Toy” optaram por este acordo, uma vez que uma ação judicial poderia revelar-se demasiado onerosa, especialmente se a decisão fosse desfavorável. Recorde-se a recente decisão em que Robin Thicke e Pharrell Williams foram obrigados a pagar 5 milhões de dólares por danos à família de Marvin Gaye pela faixa “Blurred Lines”.

 

Curiosamente, o riff emblemático de “Seven Nations Army” é inspirado na 5ª Sinfonia de Bruckner (escute aqui).


O texto original desta noticia foi escrito em Inglês.

Anterior Próxima